Formação Contínua de Intervenção em Perturbações da Fluência

ed. Lisboa . 2018

entrar

21
e 22
abril
2018

e

02
e 03
junho
2018

Enquadramento

De acordo com Associação Americana de Terapeutas da Fala e Audiologistas - ASHA, muitos terapeutas da fala sentem falta de confiança na avaliação e na intervenção com crianças, adolescentes e adultos que gaguejam. Para os que se encaixam nesta categoria, o nosso objetivo é proporcionar o aprofundar de conhecimentos sobre abordagens e métodos de intervenção, bem como sobre testes e questionários que podem ser usados na avaliação. Para aqueles que têm um nível de conforto mais elevado dentro da área da fluência, o nosso objetivo é complementar o seu conhecimento, apresentando e discutindo algumas técnicas de intervenção que pode ainda desconhecer. As nossas apresentações são sobre estratégias de intervenção prática que serão discutidas e expostas através de estudos de caso.

O objetivo principal é proporcionar a aprendizagem e a reflexão sobre a avaliação e a intervenção mais adequada a cada pessoa tendo por base fundamentação científica.

Competências a adquirir

Competências gerais:

Aumentar as capacidades específicas para avaliar pessoas com possível perturbação da fluência: gaguez e/ou taquifémia. Aglomerar conhecimentos sobre abordagens e métodos de intervenção nas perturbações da fluência.

Competências específicas:

1. Descrever os componentes de uma avaliação abrangente para o pré-escolar, idade escolar, adolescentes e adultos que gaguejam e/ou que têm taquifémia.
2. Debater as teorias atuais, perspetivas e quadros conceptuais referentes à gaguez e taquifémia.
3. Descrever os componentes afetivos, comportamentais e cognitivos da gaguez.
4. Identificar modelos que podem ser usados na intervenção com crianças que gaguejam e/ou têm taquifémia e suas famílias.
5. Identificar modelos que podem ser usados na intervenção com adolescentes e adultos que gaguejam e/ou têm taquifémia.
6. Descrever atividades de intervenção adequada para pessoas que gaguejam
7. Discutir investigação atual sobre gaguez.

Número Clausus

Mínimo . 15 - Máximo . 30

Destinatários

Terapeutas da Fala

Metodologia de ensino

1. Informar e compreender e aplicação dos conhecimentos com recurso a PowerPoint e a artigos;
2. Demonstrar e discutir estudos de caso propostos pelos preletores e pelos formandos;
3. Avaliação de conhecimentos.

Horário pós-laboral

32 horas de aulas teórico-práticas

21 de abril de 2017 . sábado das 9h30m às 19h00m
22 de abril de 2017 . domingo das 9h30m às 19h00m
02 de junho de 2017 . sábado das 9h30m às 19h00m
03 de junho de 2017 . domingo das 9h30m às 19h00m

Prazo de inscrição

Até dia 13 de abril de 2018

Certificados e Acreditações

Formação certificada pela DGERT - Direção-Geral do Emprego e das Relações do Trabalho. O Certificado de Formação Profissional é emitido gratuitamente no fim da formação, se o formando obtiver aproveitamento. Emissão ao abrigo da Portaria 474/2010 de 8 de Julho, através do Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa (SIGO).

Investimento

Valor total 180€
Inscrição 30€
+ 2 prestações de 75€

*Valor de inscrição é somente reembolsável no caso de não existir número mínimo de alunos.

O Instituto epap reserva o direito de não realizar a formação se não for preenchido o número mínimo de vagas.

Parceiro

Associação Portuguesa de Gagos

Formadores

voltar ao menu

Prof. Brito Largo
Prof. Daniel Neves da Costa
Prof.ª Elsa Margarido
Prof.ª Jaqueline Carmona
Prof.ª Joana Caldas
Prof.ª Maria João Morgado
Prof.ª Mónica Rocha
Prof.ª Rita Cardoso
Prof.ª Rita Santos
Prof.ª Rita Valente

Conteúdos Programáticos

voltar ao menu

TM1

. Fenomenologia e terminologia Gaguez e taquifémia;

TM2

. Gaguez e taquifémia e co-morbilidades;

TM3

. Fatores de risco Gaguez transitória: Bullying e escolas;

TM4

. Gaguez crónica Overt e Covert;

TM5

. FS Vs Camperdown ;

TM6

. SMT Integrated approach;

TM7

. Lidcombe Oakfield e DCM / Restart;

TM8

. Mini-Kids;

TM9

. PCI;

TM10

. Análise de debito e PRAAT;

TM11

. Palilália ou Gaguez?;

TM12

. CBT;

TM13

. S3P;

TM14

. Gaguez e Bullying O que trabalhar com as escolas?;

TM15

. EBP e intervenção com crianças;

TM16

. Gaguez – porque o ser humano reage tanto à diferença?;

TM17

. Porque a Gaguez na adolescência pode ser mais complexa;

TM18

. O impacto de ter sido ‘alvo’ de Várias intervenções em terapia da fala;

TM19

. Terapia narrativa;

TM20

. EBP e intervenção com adolescentes e adultos;

TM21

. Grupos de auto-ajuda Ajuda-mútua;

TM22

. SFBT;

TM23

. Taquifémia;

TM24

. Gaguez por sequela de AVC;