Confirmada

Formação em
Recusa e Seletividade Alimentar
Infantil:

A Abordagem do
Terapeuta da Fala
Nível 1 e Nível 2
edição 2021

PLATAFORMA ZOOM
20 horas-aula Nível 1
15 horas-aula Nível 2

NÍVEL 1
05, 06, 12 E 13 DE JUNHO
NÍVEL 2
19, 20 E 26 DE JUNHO
DE 2021

Enquadramento Nível 1

- A alimentação assume desde as primeiras horas de vida uma função primordial na sobrevivência
não só pelas questões nutricionais mas também pela importância no estabelecimento do vínculo
relacional entre mãe/cuidador e bebé.
Quando este processo é bem-sucedido, sobretudo em marcos de desenvolvimento do histórico
alimentar, a criança cresce em geral, de forma saudável e adequada. No entanto, quando os desafios
se intensificam e dão lugar a refeições prolongadas, acompanhadas de choro, vómito, recusa e
seletividade alimentar, comprometendo para além da dinâmica familiar, a vida social e a saúde da
criança, é necessário procurar ajuda especializada.
A evidência científica demonstra claramente a necessidade de uma intervenção interdisciplinar, no
qual o Terapeuta da Fala contribuiu de uma forma ímpar para a avaliação, diagnóstico e intervenção no
bebé e na criança com recusa e seletividade alimentar.

Objectivos Gerais
Nível 1

- Adquirir conhecimentos teórico-práticos relativos à atuação do Terapeuta da Fala na
aversão e seletividade alimentares no bebé e na criança.

Objectivos Específicos
Nível 1

- Relacionar o desenvolvimento motor global com o desenvolvimento do sistema sensório motor oral e
a alimentação no bebé e na criança;
- Identificar e compreender a interação dos fatores envolvidos no comportamento alimentar infantil;
- Conhecer diferentes propostas para a classificação das perturbações alimentares infantis;
- Adquirir conhecimentos para prevenir a ocorrências de dificuldades nas etapas de transição alimentar;
- Saber recolher dados da anamnese e de avaliação específicos para esta população;
- Realizar um diagnóstico diferencial das perturbações alimentares infantis permitindo dar uma resposta
diferenciada e adequada;
- Conhecer algumas abordagens e programas específicos para atuar na recusa e seletividade
alimentar;
- Definir um plano de intervenção com materiais, atividades e estratégias em parceria com os diferentes
elementos da equipa;
- Reconhecer e compreender as possibilidades e limites da intervenção dos vários elementos da
equipa;
- Analisar alguns casos clínicos apresentados pela formadora, aplicando todo o conhecimento
adquirido no curso.

Número Clausus

Mínimo . 15 - Máximo . 20

Critério de admissão: As vagas serão preenchidas por ordem de chegada mediante as questão disponíveis, não sendo possível garantir vagas para todas as pessoas que se encontrem na fila de espera, mesmo tendo a documentação necessária.
Inscritos fora das 20 vagas disponíveis, ficaram para a próxima turma com data ainda a divulgar.

Investimento - Nível 1

valor total de 140 € (cento e quarenta euros)
Inscrição: 40,00 € (quarenta euros),
+ 1 parcela de 100,00 € (cem euros)

* O valor da inscrição deverá ser efectuado após a sua inscrição e enviar o comprovativo juntamente com os documentos solicitados, para assim validar a sua inscrição
**Valor de inscrição é somente reembolsável no caso de não existir número mínimo de alunos.

Horário - Nível 1

Sábados das 16h30 às 21h30
Domingos das 09h00 às 14h00

Local

Instituto E.pap - Ensino a Distância

Informações
Importantes para a
Certificação da Formação

Assiduidade na formação:
Sendo uma formação certificada pela Plataforma SIGO da Direcção Geral das Relações do Trabalho (DGERT), se faz necessário um controlo rigoroso da presença dos formandos. Desta forma, fica obrigado o formando a assinar a presença em cada dia da formação na Plataforma Moodle do Instituto EPAP na página do curso. Em cada dia do encontro pela Plataforma ZOOM do Instituto EPAP, o aluno deverá ir a página do moodle assinalar a sua assiduidade durante o dia da formação.
Observação: a não assinatura da assiduidade no dia ou dias da formação, implica falta durante o curso, o que impossibilita a emissão do certificado formativo pela Plataforma SIGO. Alertamos que é de inteira responsabilidade do formando cumprir com todas as exigências legais para a correcta conclusão da formação e emissão do certificado.

Contrato da formação:
O formando fica obrigado a fazer o download do contrato e depois submeter na pasta de upload. Este documento tem que ser preenchido no PDF on-line disponibilizado na Plataforma Moodle do Instituto EPAP que estará na página da formação. Deverá ainda ser impresso, rubricado as primeiras folhas e assinada a última. Após seguir estes passos, deverá submeter na pasta para o efeito.

Apresentação da Formação:
No dia destinado ao encontro formativo, será apresentada a Plataforma Moodle e a página do curso, como também a(o) formadora(o). Reforçando desta forma a necessidade de serem cumpridos todos os passos para a correcta conclusão da formação.

Enquadramento Nível 2

- Com o crescente aumento de dificuldades alimentares em idade pediátrica, o Terapeuta da Fala
tem sentido necessidade de investir em formação especializada, de modo a poder dar uma resposta
atempada e assertiva.
Após uma primeira formação na área da aversão e seletividade alimentar, onde se adquiriu um
vasto conhecimento teórico-prático na atuação do Terapeuta da Fala surge uma formação de
aprofundamento e discussão de casos clínicos, onde se perspetiva compartilhar experiências, fomentar
o raciocínio clínico e desenvolver o pensamento crítico, para casos clínicos de doenças
Gastrointestinais, Patologias Cardio-respiratórias, Patologia Neuromotora, Disfunção do processamento
Sensorial entre outras.

Objectivos Gerais
Nível 2

- Adquirir conhecimentos mais aprofundados sobre a intervenção do Terapeuta da Fala
na aversão e seletividade alimentar em casos clínicos de etiologia diversificada.

Objectivos Específicos
Nível 2

-Aprofundar conhecimentos a nível da intervenção na aversão e seletividade alimentar segundo
diferentes abordagens e de acordo com a etiologia orgânica e/ou sensorial ou outra.
Discutir casos apresentados pela formadora;
Delinear planos de intervenção, definindo materiais, atividades e estratégias, respeitando os desafios e
as especificidades das populações com doenças gastrointestinais, patologias cardio-respiratórias,
patologia neuromotora, autismo, entre outras.

Metodología

- Explicação teórica, recorrendo aos métodos expositivo, demonstrativo e interrogativo, bem como ao método activo na componente prática.
- Discussão de casos clínicos.

Destinatários

Terapeutas da Fala e alunos finalistas do curso de Terapia da Fala.

Número Clausus

Mínimo . 15 - Máximo . 20

Critério de admissão: As vagas serão preenchidas por ordem de chegada mediante as questão disponíveis, não sendo possível garantir vagas para todas as pessoas que se encontrem na fila de espera, mesmo tendo a documentação necessária.
Inscritos fora das 20 vagas disponíveis, ficarão para a próxima turma com data ainda a divulgar.

Investimento - Nível 2

valor total de 100€ (sem euros)
Inscrição: 30€ (trinta euros)
+ 1 Parcela de 70€ (setenta euros)

* O valor da inscrição deverá ser efectuado após a sua inscrição e enviar o comprovativo juntamente com os documentos solicitados, para assim validar a sua inscrição
**Valor de inscrição é somente reembolsável no caso de não existir número mínimo de alunos.

Horário - Nível 2

Sábados das 16h30 às 21h30 (Dois Sábados)
Domingo das 09h00 às 14h00

Local

Instituto E.pap - Ensino a Distância

Processo de Avaliação da Formação

Avaliação de diagnóstico da formação:
Os formandos serão avaliados através de teste escrito, com perguntas para escolha se (V) Verdadeira ou (F) Falsa. O teste será disponibilizado na Plataforma Moodle do Instituto EPAP, na página do curso, onde os alunos terão acesso com o seu login e password (que será criado para o efeito). O teste de diagnóstico Nível 1, estará disponível no dia 20 de Junho de 2021 das 00h01min às 23h59min do mesmo dia. O Teste Diagnóstico Nível 2, estará disponivel no dia 04 de Julho de 2021 das 00h1min às 23h59min do mesmo dia.Após a abertura do teste pelo formando, terá 60 minutos para responder as 50 perguntas que fazem parte do teste (todas as perguntas aparecem de forma baralhada, sendo o aparecimento do teste sempre diferente em termos de ordem entre os formandos).

*A avaliação de diagnóstico formativo é expressa através de uma classificação na escala numérica de 0 a 20 valores, considerando-se aprovação a obtenção de um mínimo de l0 valores, bem como no seu equivalente na escala europeia de classificação
.

Certificação

Formação Profissional de Especialização certificada pela DGERT - Direcção-geral do Emprego e das Relações do Trabalho através da plataforma SIGO

Outras informações

1. O Instituto epap se reserva o direito de não oferecer a Formação Profissional de Especialização se não for preenchido o número mínimo de vagas.

Formadora

voltar ao menu

Formadores

voltar ao menu

Conteúdos Programáticos
Nível 1 e Nível 2

voltar ao menu

Nível 1
Dias - 05 e 06 de JUNHO

Nível 2
Dias - 19,20 e 26
de JUNHO

. Desenvolvimento motor global, Desenvolvimento sensório-motor oral e alimentação;

. Abordagens e programas de intervenção na recusa e seletividade alimentar;

. Abordagens na alimentação complementar e contributo para a intervenção do TF nas dificuldades alimentares;

. Atividades, técnicas, materiais e estratégias na população pediátrica com aversão e seletividade alimentar;

. Fatores que influenciam o comportamento alimentar;
. Mitos e crenças relativas à alimentação infantil;
. O impacto das dificuldades alimentares na vida do bebé/criança e da família;
. Análise e discussão de casos clínicos.

. Trabalho em equipa.
Análise e discussão de casos clínicos.

Nível 1
Dias - 12 e 13 de JUNHO

Nível 2
Dias - 26 de JUNHO

. Perturbações Alimentares Infantis: prevalência e classificação.
. Anamnese, avaliação e diagnóstico diferencial nas Perturbações Alimentares Infantis.
. Abordagens e programas de intervenção específicos para esta população;

. Atividades, técnicas, materiais e estratégias na população pediátrica com recusa e seletividade alimentares.
. Trabalho em equipa.
. Discussão de casos clínicos.